.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. 11 de Fevereiro - Dois an...

. SEMANA DA VIDA

. ADAV-VISEU … UM NOVO FÔLE...

. Feliz 2008... em favor da...

. Vidas abortadas legalment...

. MADELEINE

. 2007, Maio, 6 - Dia da Mã...

. Vamos caminhar pela vida!

. Dia Internacional da Mulh...

. A REN e os resultados do ...

.arquivos

. Fevereiro 2009

. Maio 2008

. Janeiro 2008

. Agosto 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

O seu nome / e-mail:
Comentários / Perguntas:

Como encontrou este blog?
Gostou deste blog?
Sim Não
meet singles contador usuarios online Salud sites

.Consigo, já são...

Free Cell Phones
Las Vegas Condos
blogs SAPO

.links

Quinta-feira, 17 de Agosto de 2006

HÁ OU HAVERÁ RAZÕES PARA ABORTAR?

«««««««««««««»»»»»»»»»»»

 

O SER que está a gerar-se no seio da mãe é considerado um amigo ou um inimigo, para a mãe, para o pai, para a família ou para a sociedade?

A vida é um dom, um valor incalculável, não tem preço, nem medida, está acima do pensamento, particularmente se essa vida é humana.

Será que a mulher ( e o pai ou outrem ) tem o direito de mandar matar o bem – porque é vida humana de que se trata – que está dentro da mãe e que é um ser independente e único ?

Como pode o Estado com leis (injustas e pérfidas) autorizar e dar condições para que possam abortar as mulheres que o queiram fazer?

Quem se pode arrogar de possuir o direito de matar o seu semelhante e em especial, o indefeso, o pequenino e inocente? A isto se pode chamar violência e cobardia pura, mau carácter e desprezo pelos outros.

Mas haverá razões suficientemente fortes para se abortar?

POR RAZÕES ECONÓMICAS – Será que a falta de dinheiro, de alimentação ou vestuário são razões suficientes para destruir a vida que a mãe traz em si? Mas se são os pobres que têm mais filhos e conseguem sobreviver.

POR RAZÕES DE HABITAÇÃO – Será que a casa é tão pequenina que não cabe mais uma vida? Mas aqueles que vivem numa barraca têm filhos…

POR RAZÕES FAMILIARES – Será que o pai ou outros familiares têm o direito condenar o bebé que a mãe tem no ventre?

POR RAZÕES DE TRABALHO – Será que o patrão ou a empresa pode impor a morte da vida?

POR RAZÕES PSICOLÓGICAS – Será que esta doença pode ser razão para matar? Para que servem o psiquiatras e os psicólogos.

POR RAZÕES DA MULHER NÃO QURER TER FILHOS para não querer perder a beleza e estar mais atraente, para não ter trabalhos com os filhos, estar mais livre …Será que o bem que traz em si não é infinitamente maior e melhor que a beleza que findará com os anos?

As pessoas procuram acima de tudo e de todos o seu prazer, sem regras, sem responsabilidades, sem ter em conta os seus semelhantes.

Podemos procurar muitas razões, mas não encontramos alguma que possa justificar o acto de abortar.

O filho é e será sempre uma pessoa com todos os direitos de viver. É missão da pessoa reconhecer, defender e amar a vida humana em quaisquer circunstância e lugar.

O aborto é um flagelo, actualmente, é o maior holocausto de morte da humanidade. Será que queres pertencer à classe dos carrascos de morte de inocentes de uma forma directa ou indirecta.

Há que salvar os homens, todas as pessoas no seu todo. Não podemos ficar indiferentes perante a morte – porque está em causa a vida humana – A VIDA é um DOM e uma TAREFA de todos nós.

É obrigação do Estado e da sociedade, em geral, que deve garantir o bem-estar da família humana, protegendo e dando as condições indispensáveis para que as pessoas vivam o mais feliz possível.

 

publicado por adavviseu às 19:32

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 20 de Outubro de 2006 às 11:45
É fácil falar quando não passamos pelas situações, não acredito que uma mulher faça um aborto por prazer até porque isso a vai acompanhar pelo resto da vida. Sejamos realistas a verdade é que independentemente de leis sempre se fizeram abortos e sempre se farão. Então não será melhor ser feito com as devidas condições e acompanhamentos médicos? Na nossa vida nunca pedimos para passar por muita coisa e infelizmente temos que passar, nenhuma mulher com toda a certeza pede para passar por isso ter que fazer na vida um aborto mas ás vezes a vida é madrasta e coitadas das mulheres que tem que passar por isto. Nenhuma mulher merece passar por uma situação destas. Mas é mais fácil julgar do que tentar entender o porque das mulheres fazerem isto! Nunca sabemos se por varias circunstancias de vida não teremos que passar pelo mesmo. Não julgue e dê apoio a essas mulheres. Tente entender qual o motivo porque o fez e tentar ajudar a superar isso. Eu condeno sim quem mete crianças no mundo e as mata à nascença ou as maltrata muitas vezes até à morte, critiquem e condenem sim estas pessoas. Não as que fazem aborto com toda a certeza na maioria das vezes por motivos bem fortes colocando a própria vida em risco ninguém arriscas a vida por arriscar, e a maioria é o que faz pois infelizmente a maioria não tem dinheiro para ir Espanha e corre sérios riscos de vida e saúde . O mal da maioria das pessoas é que preferem apontar o dedo falar mal até condenar em vez de tentar entender as razões de quem o faz.
A Alentejana.

Comentar post

.subscrever feeds